Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



09
Out20

Ele há coincidências…

por cristina mota saraiva

Conheceram-se no Facebook e foi ele quem falou primeiro. Ela nem se lembrava disso, como foi ela, segundo ele, a pedir amizade. Ela afirmava perentória que não, que raramente pedia amizade. Já tinha muitos “amigos” virtuais… não precisava de mais.

casal.jpg

Nunca se entenderam neste ponto. Também o pouco tempo, em que conviveram não deu para muita picardia. Saíram. Para ela foi agradável. Para ele não se sabe.

A conversa era interessante, fluía! Ela achava que podia nascer ali uma boa amizade e quem sabe, um dia mais tarde, algo mais sólido. Não tinha pressa!  E encontraram-se mais duas vezes. Ela sentia-se bem com ele. Fazia-a rir! Era atencioso, cavalheiro.

Quase sempre! E um dia ‘borrou a pintura’ disse-lhe, não da melhor forma, demasiado direto, aliás, assim como que a convidá-la para a cama.

Ela não gostou e chamou-lhe a atenção. Na altura, ele pareceu aceitar, sem mais delongas.

Mas, não! E que acontece??? Quando ela no dia seguinte lhe disse : bom dia… ele não respondeu… até hoje! Não é a isto que se chama um cobarde? Pensou ela! Decidiu ignorar e ignorou! Até se esqueceu do incidente.

Aliás quis esquecer, depressa!!! Porque aquele amor que, tanto quisera e não podia ter, uma vez que era casado, estava, agora livre. Finalmente estava ali para ela: ia divorciar-se. Rejubilou! Afinal há males que vêm por bem, pensava ela. E esperou que esse amor de sempre lhe ligasse.

Mas ele não ligou. Ela também não disse nada. Afinal era ele que devia procura-la se finalmente tinha decidido a sua vida. Pois se enquanto homem casado a procurou, agora livre…devia fazer o mesmo! Não aconteceu e depressa esqueceu estes incidentes da vida e prosseguiu determinada, como sempre fora.

Um dia… há coincidências… estava ela a ver uma montra no Centro Comercial, quando percebeu, lá mais à frente, alguma confusão, mesmo uma discussão que se fazia ouvir em todo o edifício, precisamente no local para onde ela se ia dirigir. Era uma voz feminina, estridente!

E lá foi ela, também movida pela curiosidade. E que viu???... há coincidências…aquele seu amor que era casado e que afinal nunca deixara a mulher, nunca se divorciara, apenas a procurara enganar mais uma vez, estava ali, curvado, acabrunhado, amachucado mesmo. Enquanto isso. A sua mulher, aquela que ele nunca deixara, fazia o maior escândalo, porque o apanhou abraçado a uma miúda, sim uma miúda… teria talvez uns 17anos…

Quando ele levantou a cabeça, viu-a e lançou-lhe um olhar a pedir ajuda.

Ela ergueu o queixo, virou as costas e saiu dali.

Um outro episódio… há coincidências… estava ela numa das esplanadas do centro da cidade, num dia solarengo, que o Outono deixara aparecer. Já bebera o café e preparava-se para dar uma vista de olhos ao jornal. Ela não queria acreditar. Ai!  Aquele dia…

É que numa mesa mais longe lá estava o outro seu amor aquele que a convidara para a cama…. Também ele com olhar triste, mal cuidado, desgrenhado, roupa demasiado usada.

Bebia café e olhava para ela, que desviou o olhar. Ela soubera que ele acabara por se casar com uma colega de trabalho. Uma relação abruptamente interrompida, porque um dia, ele chegado a casa, ouviu gemidos vindos do quarto. NÃO!!NÃO!!Não podia ser . Lá estava ela, com outro colega de trabalho.

E aí ele pensou que era a vida a castiga-lo… por ter magoado a pessoa que mais amara na sua vida e que perdera por uma aventura inconsciente com uma jovem menor que quase lhe valera a perda do seu lugar de professor na Escola Secundária.

Ele há coincidências!!!...


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2021
  2. JAN
  3. FEV
  4. MAR
  5. ABR
  6. MAI
  7. JUN
  8. JUL
  9. AGO
  10. SET
  11. OUT
  12. NOV
  13. DEZ
  14. 2020
  15. JAN
  16. FEV
  17. MAR
  18. ABR
  19. MAI
  20. JUN
  21. JUL
  22. AGO
  23. SET
  24. OUT
  25. NOV
  26. DEZ
  27. 2019
  28. JAN
  29. FEV
  30. MAR
  31. ABR
  32. MAI
  33. JUN
  34. JUL
  35. AGO
  36. SET
  37. OUT
  38. NOV
  39. DEZ
  40. 2018
  41. JAN
  42. FEV
  43. MAR
  44. ABR
  45. MAI
  46. JUN
  47. JUL
  48. AGO
  49. SET
  50. OUT
  51. NOV
  52. DEZ
  53. 2017
  54. JAN
  55. FEV
  56. MAR
  57. ABR
  58. MAI
  59. JUN
  60. JUL
  61. AGO
  62. SET
  63. OUT
  64. NOV
  65. DEZ
  66. 2016
  67. JAN
  68. FEV
  69. MAR
  70. ABR
  71. MAI
  72. JUN
  73. JUL
  74. AGO
  75. SET
  76. OUT
  77. NOV
  78. DEZ
  79. 2015
  80. JAN
  81. FEV
  82. MAR
  83. ABR
  84. MAI
  85. JUN
  86. JUL
  87. AGO
  88. SET
  89. OUT
  90. NOV
  91. DEZ


subscrever feeds